Últimas Notícias
{"effect":"fade","fontstyle":"normal","autoplay":"true","timer":"4000"}

IMPRENSA

< Voltar

Ministério do Turismo monitora ações de segurança turística no carnaval de São Paulo

Plano prevê a integração e uniformização de procedimentos das forças de segurança especializadas no atendimento ao turista

Por Darse Júnior

Ministro conhece as instalações do Copom, Centro de Operações da Polícia Militar de São Paulo. Foto: Roberto Castro/MTur

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, realizou na tarde deste domingo (25) uma série de visitas técnicas com foco na segurança dos foliões que escolheram São Paulo para curtirem o carnaval. Na agenda, visitas a uma unidade da Delegacia Especializada no atendimento ao turista localizada ao lado Mercado Municipal da cidade, cartão postal da capital, bem como ao Centro de Operações da Polícia Militar (Copom). A ação de monitoramento da Pasta percorrerá ao longo da semana outros três importantes destinos de Carnaval: Rio de Janeiro, Salvador e Belo Horizonte.

Participaram da ação, ainda, os secretários nacionais de Integração Interinstitucional, Bob Santos; de Desenvolvimento e Competitividade, Aluizio Malab; e de Estruturação do Turismo, Robson Napier. Também estiveram presentes o presidente da Frente Parlamentar Mista em Defesa do Turismo no Congresso Nacional, deputado federal Herculano Passos; o deputado federal Damião Feliciano; a deputada estadual Rita Passos; e o presidente da SPTuris, Rodrigo Kluska.

“A integração das forças de segurança é fundamental para garantir que o turista possa transitar tranquilamente, leve uma boa impressão e recomende os nossos destinos. O carnaval é um produto turístico importante nessa construção da imagem do país”, comentou o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio.

Segundo estimativas da Confederação Nacional do Comércio (CNC), o Carnaval deverá injetar mais de R$ 6,7 bi na economia e gerar 23,6 mil vagas temporárias de emprego, reforçando a importância da festa para a movimentação econômica do país. Em São Paulo, o impacto econômico projetado é de R$ 1,9 bilhão.

“Trabalhamos de forma integrada para garantir que milhões de foliões se divirtam em segurança e fico tranquilo com jovens da minha família se divertindo nas ruas da cidade no período de festa” comentou o coronel Vianna, coordenador operacional da Polícia Militar de São Paulo.

A expectativa da Prefeitura de São Paulo é de que 12 milhões de pessoas participem da folia no período de três semanas. Na hotelaria, espera-se uma alta em relação ao carnaval passado. A Associação Brasileira da Indústria de Hoteis de São Paulo (ABIH-SP) espera uma ocupação de 50% nos hotéis da capital, crescimento de 5% ante 2018.

PROGRAMAÇÃO – A capital paulista terá a maior quantidade de desfiles da história: 516 blocos em 556 desfiles por 300 trajetos, no período entre 23 fevereiro e 10 de março. De acordo com a Secretaria de Subprefeituras, representam um crescimento de 20% em relação à edição de 2018, que reuniu 433 blocos.

Para encerrar o dia, o ministro visitou as obras da Fábrica do Samba, que contou com repasse de R$ 80 milhões do MTur. A primeira e segunda etapa já foram concluídas e a terceira parte está em andamento, garantindo mais segurança e conforto às escolas de samba do grupo especial de São Paulo. “Esse investimento cria mais um importante atrativo na nossa cidade nao só no carnaval, mas durante o ano todo”, comentou o secretário de Turismo do município de São Paulo, Orlando Faria.

Edição: Vanessa Sampaio

Fonte: http://www.turismo.gov.br/%C3%BAltimas-not%C3%ADcias/12441-minist%C3%A9rio-do-turismo-monitora-a%C3%A7%C3%B5es-de-seguran%C3%A7a-tur%C3%ADstica-no-carnaval-de-s%C3%A3o-paulo.html

© 2022 Todos os direitos reservados